Posts Tagged 'transportes públicos'

google maps e os transportes em lisboa

Segundo Ivo Gomes, o Google Maps introduziu recentemente informações sobre como chegar a determinado local em Lisboa usando os transportes públicos, nomeadamente no percurso dos autocarros entre as várias paragens. Segundo este, “o serviço do Google continua a ser infinitamente melhor do que o fornecido pelo site oficial dos transportes de Lisboa”, o Transporlis. (em ivogomes.com). Fiz então uma pesquisa mas a única coisa que consegui visualizar foram os percursos do metro de Lisboa. Alguém me sabe dizer como pesquisar os percusos dos autocarros?

Apesar deste passo que ainda não conheço, parece-me que o “Itinerarium” continua a funcionar bem melhor!

“transporlis” e “itinerarium”

transporlis

O TRANSPORLIS é um sistema de informação multimodal na web da Área Metropolitana de Lisboa da responsabilidade de uma parceria formada pela ANA, Carris, CP, Câmara do Barreiro,Câmara de Loures, Câmara de Odivelas, Fertagus, Metropolitano de Lisboa, PT.Com, Rodoviária de Lisboa, Scotturb, Transportes Sul do Tejo, Transtejo e Vimeca. Podemos pesquisar tarifarios, horários e visualizar o roteiro. Contudo, na minha opinião, torna-se confuso pelo facto da informação estar dispersa e a pesquisa ser demorada . Mais em http://transporlis.sapo.pt.

 

itinerarium

itinerarium21

Já o sistema de informação multimodal na web da Área Metropolitana do Porto da responsabilidade de uma parceria entre STCP, CP e Metro do Porto, é muito mais inteligível, directo e funcional. Através de uma pesquisa rápida, o utilizador fica a saber o título que deve comprar, o local de partida, a forma de lá chegar (mesmo que seja a pé), a duração da viagem e os transbordos. Só é pena que, provavelmente, a maioria das pessoas não conheça tal interface devido à pouca divulgação. Mais em http://www.itinerarium.net.

dia da usabilidade

dmu2008

Ontem celebrou-se o Dia Mundial da Usabilidade 2008, este ano dedicado à usabilidade nos transportes. Para tal, a Associação Portuguesa de Profissionais de Usabilidade criou um site para recolher testemunhos e críticas sobre a utilização dos transportes de forma a que as empresas de transportes e as autoridades metropolitanas tenham consciência do que devem melhorar. Mais em http://usabilidade.org/http://transportes.usabilidade.org/ e http://www.worldusabilityday.org/.

terminal em San Francisco

train_information_display51

 

train_information_display32

 

O tráfego dos transportes (comboio, autocarro e outros) é monitorizado neste sistema projectado nas paredes do terminal, onde são indicadas as suas posições e horários de partida. Um passageiro que se aproxime da estação, pode descobrir a partir da rua quanto tempo tem até à partida do seu transporte, sem ter que perder tempo a construir o seu mapa mental. Mais em http://content.stamen.com/som_transbay_tower.

informação nos transportes públicos

«the overwhelming majority of modernization programs around the world aspire to improve existing mobility systems through the better integration of the transport systems already in place. Increasingly, European planners now treat car, rail, air, and ship as complementary – not competing – modes of the transport (…) Bizarrely, nonmotorized forms of mobility such as walking, biking, or boating are excluded from the most influential databases…» (Tackara, pp. 57 e 72)

Na cidade do Porto há um vasto leque de modos de transporte, veículos e infra-estruturas: grandes redes com infra-estruturas e percursos fixos (comboio, metro e eléctrico); redes com percursos fixos mas eventualmente alteráveis (autocarro); sistemas individuais com percursos predominantemente pendulares, da periferia para o centro (automóvel), ou aleatórios dentro da aglomeração (automóvel particular, táxi, moto). Assim, um único sistema de informação construído de forma a ajudar as pessoas a encontrar informações sobre as diferentes possibilidades para deslocação em transportes públicos, permite promover a mobilidade sustentável.

esquema-transportes-novo

Adaptado (Design para a cidade – Trânsito e Transportes, pp. 10)