Archive Page 2

The Effects of Bike Commuting on Obesity

(PT) Esta infografia relaciona a taxa de obesidade de diferentes países com a actividade física dos seus cidadãos, nomeadamente andar de bicicleta e a pé.

(EN) This infographics relates the rate of obesity in different countries with the physical activity of its citizens, notably cycling and walking.

Advertisements

SF Park

(PT) Após anos de preparação, a cidade de San Francisco lançou recentemente o SFpark, um sistema de alta tecnologia que vai definir o preço de acordo com as vagas, a oferta e a procura de estacionamento. Uma rede de sensores sem fio permite que a cidade mantenha actualizada a informação acerca dos lugares de estacionamento que estão vazios. Se determinado espaço nunca está disponível, o sistema aumenta as taxas até que fique disponível. Em locais onde o estacionamento é abundate, as taxas caem. O sistema permite também que os residentes verifiquem as tarifas e disponibilidade de estacionamento antes de decidirem onde estacionar. Com isto, espera-se um aumento das receitas de parquímetros, mas uma diminuição de receitas em multas de trânsito e também uma melhor gestão do espaço da cidade.

(EN ) After years of preparation, the city of San Francisco is now rolling out SFpark, a high-tech new system that will set the price of parking spots according to supply and demand. To reduce congestion, San Francisco is aiming to have one spot open at all times on every block. Here’s how the plan works: A network of wireless sensors lets the city keep track of which parking spots are empty. If a particular block never has available spots, the city raises the meter rates until it does. In places where parking is plentiful, rates fall. As an added bonus, this information-age system lets residents check the rates and availability of parking online before deciding to drive. The system is expected to increase revenue from parking meters, but decrease revenue from traffic tickets and also a better management of the city space.

Driving Is Why You’re Fat

(PT) Esta infografia trata informação acerca da relação entre as taxas de obesidade nos EUA e o exercício físico dos cidadãos. É simples: maior exercício, menor peso. Mesmo assim, as pessoas ainda gastam a maior parte do tempo sentados em frente a uma secretária ou a deslocarem-se entre o espaço da secretária. Apesar de muitas cidades já permitirem andar mais a pé, de bicicleta ou de transportes públicos, será que os cidadãos estão mais abertos a isso?

(EN) This is a look at how people get to work in various states, alongside USA’ obesity rates. It’s a simple equation: Exercise more and lose weight. Still, many people spend most of their time either behind a desk or driving to or from where that desk is located. A few states buck that trend with large cities that allow for more walking , biking and commuting via public transportation, but are their citizens any more fit?

Public transport operators threaten to stop selling social passes

(PT) Os operadores privados de transporte público de passageiros da área metropolitana de Lisboa (AML) ameaçam deixar de vender passes sociais se o Estado não lhes pagar os cerca de 15 milhões de euros em dívida.

Ver notícia

(EN) Private operators of public transports of  metropolitan area of Lisbon (AML) threaten to stop selling social passes if the State does not pay them about 15 million in debt.

See news

Lisbon in the 18.º place among 23 European cities

(PT) A EuroTest testou, entre Outubro e Dezembro de 2009, o transporte público em diversas cidades europeias, aos níveis dos tempos de viagem, ligações, informação e bilhetes e tarifas dos comboios, metropolitano, autocarros e eléctricos. A cidade de Munique alcançou o primeiro lugar, com uma apreciação de “muito bom”, seguida de outras 11 com a classificação de “bom”, nove ficaram-se pelo “aceitável” – entre as quais Lisboa -, uma teve o carimbo de “mau” e, em último, Zagreb com um “muito mau”.

Lisboa é apontada como uma das cidades que não possuem um site comum com os diferentes operadores – o Transporlis (transporlis.sapo.pt), por exemplo, é desconhecido até dos portugueses. Ainda assim, a capital lisboeta ficou à frente de Madrid (19) e de Londres (20), cujo site informativo, com indicações em 16 idiomas, deve servir de modelo.

Munique, por sua vez, convenceu o EuroTest pelas ligações rápidas e informação detalhada nas estações e veículos, apesar das tarifas menos favoráveis. Já a capital croata peca pelas deficientes ligações na cidade, apenas servida a partir do aeroporto por autocarros, e as viagens de eléctrico à velocidade média de 13 quilómetros por hora.

(EN) The EuroTest tested between October and December 2009, public transportation in many European cities, at the levels of travel times, links, information, tickets and fares for trains, subways, buses and trams. The city of Munich has reached the first place with an assessment of “very good”, followed by another 11 with a rating of “good”, nine were by the “acceptable” – including Lisbon -, another one had a stamp “bad” and, ultimately, Zagreb with a “very bad”.

Continue reading ‘Lisbon in the 18.º place among 23 European cities’

Portuguese researchers develop the ‘CityMotion’

(PT) CityMotion

Investigadores portugueses concebem sistema de mobilidade

24.08.2009 – 15h56 Lusa (ver aqui)

A reunião numa plataforma logística de informação em tempo real sobre ambiente, telecomunicações, transportes e o modo como as pessoas circulam é o desafio de cientistas portugueses na procura do sistema de mobilidade urbano do futuro. Continue reading ‘Portuguese researchers develop the ‘CityMotion’’

My presentation in IIID

(PT) Sinopse

A mobilidade na cidade contemporânea, cada vez mais densa, complexa e diversificada, não contribui para a sustentabilidade se os “hábitos de vida” actuais persistirem. Torna-se necessária uma nova leitura na compreensão do uso da cidade, para conciliar o desenvolvimento económico e a acessibilidade com a melhoria da qualidade de vida e com a defesa do ambiente.

(EN) Synopsis

Mobility in the ‘contemporary city ’, more and more dense, complex and diverse, does not contribute to a sustainable model in the face of the current trends of individual mobility.

Continue reading ‘My presentation in IIID’